quinta-feira, 22 de novembro de 2007

O fim de Harry Potter

Chega às livrarias do Brasil o livro que traz fim a saga do bruxinho mais famoso do mundo



Depois de especulações, traduções vazadas na internet e muitas teorias acerca do fim de Harry Potter, os fãs de plantão podem respirar aliviados. O sétimo e último livro de J.K. Rowling, lançado no último dia 10, responde às lacunas deixadas nas histórias anteriores.
Como uma espécie de quebra-cabeças, em Harry Poter e as Relíquias da Morte, pouco a pouco o leitor toma conhecimento da verdadeira ligação entre Potter e o grande vilão, Lord Voldemort. Algumas teorias levantadas em comunidades, grupos de discussão, blogs e sites de fãs do bruxinho são confirmadas na história, mas, como nos outros livros da série, Rowling conduz a narrativa para um final surpreendente.
Harry Potter surgiu inesperadamente na cabeça da autora em 1990, durante uma viagem de trem de Manchester para Londres. No decorrer daquele mesmo ano, rascunhou e amadureceu a idéia. Nos anos seguintes, enfrentando uma grave crise financeira e depressiva, Rowling freqüentemente escrevia em cafés e bares, enquanto sua filha dormia no carrinho ao seu lado.
Após ser recusado por diversas editoras, Harry Potter e a Pedra Filosofal foi publicado em 30 de junho de 1997, pela editora Bloomsbury, na Inglaterra. A primeira edição saiu com menos de 1000 exemplares – a maioria distribuída em bibliotecas escolares – e logo se tornou sucesso de público, batendo recordes de vendas na literatura mundial.
Formada em literatura e filologia francesa pela Universidade de Exeter, na Inglaterra, Joanne Kathleen Rowling ganhou, entre outros prêmios, o Nestlé Smarties Book Prize Gold Medal, o FCBC Children’s Book Prize, o Birmingham Cable Children’s Book Award e o cobiçado British Book Awards Children’s Book of the Year, além do Prêmio Príncipe de Astúrias, em 2003.
Os seis primeiros volumes da série venderam 325 milhões de exemplares, em 64 idiomas. Só no Brasil foram 2,5 milhões. O sétimo livro, com tiragem inicial de 400 mil exemplares, foi aguardado com ansiedade por admiradores de todo país.
Em sua última aventura, Harry confronta-se com constantes perigos, das primeiras às últimas páginas. Descobre segredos de pessoas queridas, traições e aprende, por meio das relíquias do mundo bruxo, o real significado do amor, da lealdade e da morte.
Para os milhares de fãs do mundo, o fim da saga não significa a morte das histórias: estas permearam para sempre a vida de toda uma geração.

Um comentário:

luca de oliveira. disse...

isso mostra que tudo tem um fim. obrigado!