quinta-feira, 22 de maio de 2008

Reencontro

Almoço à base de hambúrguer e chocolate com Coca-Cola. Ti-ti-ti em volta da mesa. Lanche queimando no fogão enquanto as lembranças afloravam. Quanta coisa engraçada, meu Deus! A rua da quadra, onde todo mundo beijava. O seu Albino, que sempre nos achava. As aulas cabuladas pra tomar café da manhã na minha casa. Os cursos de serigrafia, panificação e confeitaria. “Arranca a peruca dela e sai correndo!”, a Ju me dizia. O Rafael, Os Dunha e a versão dos losha. O tombo, o braço quebrado e o rosto ralado. “Você se preocupou mais com a moto do que comigo!”, reclamava aos risos.
A dor do parto. “Quando olhei, tinha sete tesouras penduradas na minha barriga, acredita?!”. A dor de crescer. “Não é fácil morar sozinha, sinto muito falta dos meus pais”. A saudade. “Já faz seis meses que ele foi para a Espanha”. O sentimento de não sei o quê. “Ele casou...”. A esperança. “Estamos procurando apartamento para casar”.
À tarde na varanda. Os raios de sol iluminando as faces. Os anos que voaram. E a felicidade ao lado.



amizade é isso aí.

Um comentário: