terça-feira, 28 de setembro de 2010

Inventações

O olho vê, a lembrança revê, a imaginação transvê.

É preciso transver o mundo.

(Manoel de Barros)



Tem coisas melhor do que desabrochar a imaginação e ir até os limites da palavra?

5 comentários:

maria pereira disse...

Gosto tanto de transver :)

Cecilia Nery disse...

Adoro esse jogo de palavras. Em que livro posso encontrar poemas como ess de Manoel de Barros? Bjs.

Fluzão Eterno disse...

Criei um blog sobre meu time de coração que é Fluminense e gostaria de perguntar
se você poderia me ajudar fazendo uma parceria de link comigo,desde já muito
obrigado e parabéns pelo seu blog:
http://fluzaoeterno.blogspot.com/

Fluzão Eterno

Ainda tenho o
http://fazendadohumor.blogspot.com/
Humor
http://atualinformaticanews.blogspot.com/
Informatica
http://www.heroisdavida.blogspot.com/
Vida de bombeiro
http://centraldoamorvirtual.blogspot.com/
Mensagens

Por favor me ajude com essa parceria de link ai,um abração e fico na torcida para
que você aceite

Michele Prado disse...

Também adoro transver, Maria. =)
Ciça, esse poema é do "Livro sobre Nada", do Manoel. Tem outros igualmente lindos lá.

Beijos

carina gomes disse...

Olhar, ver de novo e depois ir além... Perfeito:o)
É preciso tranver p poder voar.