sexta-feira, 17 de agosto de 2007

Yo soy o que a água me deu Frida

"Este espetáculo é como outro qualquer, mas gostaria que o assistissem apenas as pessoas de alma já formada"

Sentir-se parado enquanto tudo flui. Ser espectador da vida. Observar os gestos, atos, cenas se descortinando diante dos olhos na representação de uma existência: Frida Kahlo.
A peça Yo soy o que a água me deu Frida, do Teatro das Epifanias, recria a vida e obra da pintora mexicana Frida Kahlo. Famosa por sua excentricidade e seus auto-retratos, Frida é tida como uma artista polêmica, tanto por sua forte personalidade e estilo um tanto usual quanto por assumir seu lado comunista e seus muitos amores (com homens e mulheres).
Utilizando vídeo, dança, música e coreografia, o espetáculo multimídia revela aspectos importantes da existência de Kahlo e provoca uma profunda reflexão acerca de nossa própria existência. "O que fazemos aqui?", "O que é a morte?", "Qual o objetivo da vida", "Deus existe?". Criando e (re)criando a história, cada um de nós tem suas próprias respostas. Frida teve as dela.

Dramaturgia: Daniela Smith
Pesquisa Original: Lilih Curi
Encenação: Wagner de Miranda
Performers: Camilo Brunelli, Daniela Smith, George Sander, Lilih Curi, Manuel Boucinhas e Márcio Martins


Serviço:
De 06/07 a 17/08 - Qui e Sex
Horário: 21h
Sesc Consolação
Espaço Provisório
R. Dr. Vila Nova - 245
Vila Buarque

Tel: 11 3234-3000

2 comentários:

Carla Andrade disse...

ôpa. me interessei.





bjins

:: disse...

pôxa!!
mas já passou! coisa triste!
eu nem vi...
snif :/