quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Os nomes de Deus

.
Em seu quarto de badulaques, Rubem Alves conta que a escritora Margueritte Yourcenar o ensinou os trinta e três nomes de Deus. “É só falar o nome, ver na imaginação o que o nome diz, para que a alma se encha de uma alegria que só pode ser um pedaço de Deus... Mas é preciso ler bem devagarzinho...”, explica o autor. Achei a lista tão bonita que resolvi criar a minha própria. Aí vai: 1. Aroma de café. 2. Pôr-do-sol. 3. Olhar entre dois apaixonados. 4. Joaninha. 5. Som de cachoeira desconhecida. 6. Balanço. 7. Página em branco. 8. Nuvem. 9. Arco-íris. 10. Rede de pescador. 11. Fundo do mar. 12. Mergulho. 13. Livro antigo. 14. Abraço apertado. 15. Bom dia dito com um sorriso. 16. Reencontro entre amigos. 17. Gota de orvalho ao amanhecer. 18. Brisa suave no rosto. 19. Semente que se transforma em árvore. 20. Voo de passarinho. 21. Brócolis. 22. Canoa no meio de um rio distante. 23. Céu repleto de estrelas. 24. Sorriso de criança. 25. Histórias de velhinho. 26. Esperança. 27. Canto de pássaro em liberdade. 28. Cavalo selvagem correndo. 29. Fruto tirado do pé. 30. Cheiro de terra molhada. 31. Pés descalços tocando a areia da praia. 32. Desenho colorido. 33. Linha do horizonte.

5 comentários:

Raoní Santos disse...

Fruto tirado do pé.. juro que por 3 segundos eu imaginei um pé humano

e Brocóli ?? for god sake!!!!

Cecilia disse...

Simplesmente lindo!
Adorei, Michele, quanta delicadeza.

Fátima Campilho disse...

Micheeele!
Você poderia me ajudar indicando o número do quarto!
Gostei demais do seu exercício e quero aproveit~-lo com eu alunos.
Bj

jacob disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lucas T. disse...

Esses dias fiquei sabendo que no Torá o nome de Deus não é escrito completamente...sempre se referem a Ele como D'us....seria uma forma bem esoerta de não cair no "não usarás Meu em vão"...rs

lembrei então de uma passagem, bem emocionante, do Retrato de um artista...

ele dizia que Deus era o nome de Deus assim como o dele era Steven...e que quando uma pessoa dizia "Dieu"...Deus ficava sabendo na mesma hora que era uma pessoa francesa que estava rezando...

Achei isso inocente e bonito...tanto que é a unica passagem de Joyce que guardo na memória

Deus tem muitos nomes....

Da sua lista a minha inclui:

-tirar os sapatos
-casa perfumada de vinho
-as bachianas do Villa quando se está do outro lado do mundo...