quarta-feira, 23 de janeiro de 2008

Hoje









As páginas em branco aguardam por serpentinas e batuques. O corpo pede descanço. A alma, amparo. E eu já não sei o que faço.

Um comentário:

disse...

Flor, quando isso acontece o melhor a se fazer é NADA. Espere. É uma bosta eu sei, mas fazer por fazer também é.