quinta-feira, 6 de março de 2008

Procura-se uma janela

meu canto, meu quarto.

… porque eu preciso ver os raios luminosos que emanam do astro-rei, sentir a brisa acariciar minha face, balançar meus cabelos e adivinhar os desenhos que se formam nas nuvens para saber que estou viva. E que ainda tenho muito o que viver.

[tá sufocante demais aqui]

Um comentário:

Serjones disse...

nada melhor do que acordar, abrir a janela e se deparar com aquele puta dia lindo.